12/05/2024 às 08h52min - Atualizada em 12/05/2024 às 09h00min

SAAE avisa: Seca e altas temperaturas provocam déficit hidríco em São Carlos

São 25 dias sem chuva; reservatórios não conseguem manter níveis adequados; toda água que chega, sai de forma imediata

SAAE avisa: Seca e altas temperaturas provocam déficit hidríco em São Carlos
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Carlos (SAAE) informa que a cidade vive um momento que exige atenção de todos por causa da falta de chuva e do elevado consumo de água em função das altas temperaturas registradas. Para se ter ideia, em abril passado foram apenas 23 mm.

Diferente dos meses anteriores: março, 160,2 mm; fevereiro, 79 mm; e janeiro, 150,6 mm. De acordo com a Defesa Civil de São Carlos, em parceria com o Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 76% a menos do que o ideal ou necessário no período dos últimos 25 dias na área urbana e rural de São Carlos.

Esta situação não é exclusiva da cidade, já que outros municípios também enfrentam o mesmo problema. São Paulo, capital, por exemplo, está há 20 dias sem chuva e já foi emitido sinal de alerta para uso consciente e racional da água. Bauru, no interior paulista, sem precipitações há 21 dias, decretou estado de emergência hídrica no último dia 09/05, quinta-feira, mesma data em que já teve início um programa de rodízio no abastecimento de água entre os bairros para que não haja colapso.

Segundo os meteorologistas do IPMET (Centro de Meteorologia da Unesp de Bauru), as temperaturas estão nos índices atuais por causa de um bloqueio atmosférico que está sobre o Estado de São Paulo. É ele que impede a formação de nuvens de chuva e a chegada da frente fria, os principais fatores que contribuem para a diminuição do calor em excesso.

O presidente do SAAE, Engenheiro Mariel Olmo, pede a colaboração de todos os usuários, tanto daqueles que moram em regiões que já administram algum tipo pontual de desabastecimento, como dos demais que ainda têm água em abundância.

“Neste cenário, é fundamental o comportamento coletivo e solidário de priorizar o uso da água para atividades absolutamente essenciais, como alimentação e higiene. Evitar o desperdício de água potável em banhos demorados, ou para lavar calçadas e veículos, é outra postura inadiável. Louças na pia, e roupas no tanque, não devem ser lavadas com a torneira sempre aberta”.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp