10/07/2023 às 11h14min - Atualizada em 11/07/2023 às 12h00min

Especialista compartilha dicas sobre como lidar com a ansiedade em cães e gatos

Ceres Faraco preparou dicas para lidar com esse mal-estar que causa transtornos entre tutores e pets

Baronesa RP
divulgação

A ansiedade é um problema comum enfrentado por muitos animais de estimação, e entender como lidar com esse problema é essencial para garantir o bem-estar e a saúde emocional dos nossos amigos de quatro patas.  Ceres Faraco é médica veterinária e doutora em psicologia. Há mais de 20 anos é especialista em comportamento canino e felino e desenvolveu dicas e orientações sobre como ajudar cães e gatos a lidarem com a ansiedade de forma eficaz.

Segundo a especialista, a ansiedade em animais de estimação pode ter várias causas, incluindo mudanças no ambiente, eventos traumáticos passados, solidão, medo de barulhos altos como trovões e fogos de artifício, separação de seus tutores e até mesmo a falta de estímulo mental e físico adequado. Felizmente, existem estratégias que podem ajudar a acalmar e confortar nossos companheiros peludos.

Aqui estão algumas dicas valiosas compartilhadas pela Dra. Ceres Faraco:

  • Ambiente seguro e confortável: Crie um ambiente tranquilo e seguro para o seu animal de estimação. Crie uma área designada para eles se retirarem quando se sentirem ansiosos. Forneça cobertores macios, brinquedos e uma caixa de transporte acolhedora, caso seu animal de estimação goste de se sentir protegido.
 
  • Exercício e enriquecimento mental: A ansiedade muitas vezes resulta de excesso de energia acumulada. Certifique-se de que seu animal de estimação esteja recebendo exercícios físicos e mentais adequados. Passeios regulares, sessões de brincadeiras interativas e brinquedos estimulantes podem ajudar a canalizar sua energia de forma positiva.
 
  • Rotina consistente: Estabeleça uma rotina diária previsível para o seu animal de estimação. Alimentação, horários de passeio, brincadeiras e momentos de relaxamento devem ocorrer regularmente. Isso proporcionará uma sensação de segurança e estabilidade para o animal, reduzindo a ansiedade.
 
  • Treinamento de dessensibilização: Se o seu animal de estimação apresentar ansiedade em relação a barulhos altos, como trovões e fogos de artifício, você pode realizar um treinamento de dessensibilização gradual. Exponha-os a esses ruídos em níveis baixos e gradualmente aumente a intensidade ao longo do tempo, enquanto oferece recompensas e distrações positivas. Isso pode ajudar a reduzir a resposta de ansiedade. Inicie com ruídos tão baixos que não provocam reação de medo. 
 
  • Consulta veterinária: Se a ansiedade do seu animal de estimação persistir ou piorar, é recomendado consultar um veterinário ou um especialista em comportamento animal. Eles podem avaliar a situação, oferecer orientações mais específicas e, se necessário, prescrever medicamentos ou terapias complementares.
 

"É importante ressaltar que cada animal é único, e as estratégias de gerenciamento de ansiedade podem variar. É importante observar e compreender o comportamento individual do seu cão ou gato para fornecer o suporte adequado", comenta a Dra. Ceres.

Ao implementar essas dicas, você estará contribuindo para a saúde mental e o bem-estar do seu animal de estimação, ajudando-o a lidar com a ansiedade e a viver uma vida mais feliz e equilibrada.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp