04/02/2023 às 08h02min - Atualizada em 04/02/2023 às 08h02min

Mulheres na Ciência em São Carlos: professora do ICMC é uma das homenageadas em livro e documentário

Iniciativa do Instituto Angelim homenageia memória e trajetória de seis mulheres cientistas da cidade.

Laura Gazana – Assessoria de Comunicação ICMC - USP
Mulheres na Ciência em São Carlos: professora do ICMC é uma das homenageadas em livro e documentário

A professora do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da USP, em São Carlos, Maria Aparecida Soares Ruas, carinhosamente conhecida como Cidinha, é uma das seis cientistas homenageadas no livro e no documentário Mulheres na Ciência em São Carlos: reflexões, trajetórias e histórias.

Professora do ICMC desde 1981, Cidinha nunca teve dúvidas sobre o que queria ser quando crescesse: a matemática sempre foi uma das suas principais motivações para a vida. “Sempre quis ser professora, gosto de ensinar e já dava aula particular de matemática desde os meus 12 anos para alunos do ensino fundamental. A interação com os estudantes é o que mais gosto, sejam eles da graduação, pós-graduação ou até mesmo aqueles que já se formaram e ainda entram em contato. Aprendo com eles todo dia”, revela.

Cidinha chegou ao ICMC em fevereiro de 1971 para fazer o mestrado, logo depois de concluir a Licenciatura em Matemática em 1970 pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), em Araraquara. Sob orientação do professor Gilberto Francisco Loibel, obteve o título de mestre em 1974.

Depois do mestrado, Cidinha concluiu o doutorado em 1983, sob orientação de Luiz Antonio Favaro, que, por sua vez, tinha sido o primeiro aluno de doutorado de Loibel. Além do trabalho como pesquisadora e do amor à sala de aula, ela assumiu diversos cargos de direção no Instituto: foi chefe do Departamento de Matemática, presidente da Comissão de Pós-graduação por duas vezes, presidente da Comissão de Pesquisa e da Comissão de Biblioteca, além de vice-diretora na gestão do professor Paulo Masiero.

Lançamento – O livro e o documentário Mulheres na Ciência em São Carlos: reflexões, trajetórias e histórias serão lançados pelo Instituto Angelim no dia 11 de fevereiro, data em que é celebrado o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência. O lançamento acontecerá no Teatro Municipal Alderico Vieira Perdigão, em São Carlos, a partir das 19 horas. Para participar do evento, que é aberto a todos os interessados, basta se inscrever gratuitamente neste link: https://icmc.usp.br/e/f967f.

Além do capítulo dedicado à trajetória da professora Cidinha, intitulado O mundo não teria graça sem as singularidades, são homenageadas outras seis cientistas de São Carlos de diversas áreas do conhecimento: Cibele Saliba Rizek (ciências sociais); Lúcia Cavalcante de Albuquerque Willians (psicologia); Maria Aparecida de Moraes Silva (ciências sociais); Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva (ciências humanas – educação) e Yvonne Primerano Mascarenhas (físico-química).

“Decidimos iniciar o projeto com o levantamento de todas as pesquisadoras que se encontravam no caráter sênior, pesquisadoras aposentadas, mas que continuavam atuando em suas áreas temáticas e mais do que isso, que tivessem premiações e publicações internacionais e pesquisas relevantes que fazem parte do cotidiano da sociedade. Os bancos de dados do CNPq e CAPES nos levaram a essas mulheres, em áreas diferentes do conhecimento e formação”, explicou Mirlene Simões, idealizadora e organizadora do livro e do documentário.

A história da professora também foi contada na série “Perfis ICMC”, que homenageou cientistas do ICMC, além de fazer parte do livro comemorativo do cinquentenário do Instituto, publicado ano passado. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp