04/01/2023 às 09h47min - Atualizada em 04/01/2023 às 09h47min

Estudantes de Gerontologia escrevem livro para celebrar os 20 anos do Centro de Referência do Idoso “Vera Lúcia Pilla”

Com 123 páginas, a obra vai além da fundação do espaço e retorna ao ano de 1992, quando idosos deixavam seus netos para aulas de futebol no Centro Comunitário “São Nicolau de Flue”

Estudantes de Gerontologia escrevem livro para celebrar os 20 anos do Centro de Referência do Idoso “Vera Lúcia Pilla”
A história do Centro de Referência do Idoso (CRI) “Vera Lúcia Pilla”, que é administrado pela Prefeitura Municipal de São Carlos, tornou-se livro na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no segundo semestre de 2022. Os estudantes Alberto Benedito de Salles Filho, João Vitor Businaro Florido, Manuela Pereira Guarino, Mariana Santucci Vicentini e Natália Oiring de Castro Cezar, do curso de gerontologia, inovaram ao contar sobre o equipamento público municipal por meio da produção “20 anos de história. Centro de Referência do Idoso “Vera Lúcia Pilla”: um lugar que representa vida e movimento”, que aborda os primórdios e o desenvolvimento das atividades do CRI ao longo dos anos.

Com 123 páginas, a obra vai além da fundação do espaço e retorna ao ano de 1992, quando idosos deixavam seus netos para aulas de futebol no Centro Comunitário “São Nicolau de Flue” e, por lá, aproveitavam para fazer atividades artesanais, o que motivou estes idosos e colaboradores a procurarem um espaço próprio mais amplo para a realização destes e de outros exercícios.

De lá para cá, com a estruturação destes esforços, a ideia ganhou mais adeptos e, em 2002, foi oficialmente criado o Centro de Referência do Idoso “Vera Lúcia Pilla”, nome dado em homenagem a uma antiga assistente social do município.

Atualmente, o equipamento é mantido pela Prefeitura Municipal de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, onde são feitas atividades como as de mobilidade (danças diversas, sapateado, alongamento, trabalhos com musculação, etc.), bordado (ponto cruz, xadrez e vagonite) e rodas de conversa com a população acima de 60 anos.

Segundo a supervisora do CRI, Nilva Rodrigues, nem mesmo o tempo apagou o charme do projeto iniciado há três décadas, seja em seus aspectos materiais ou humanos. “Prova disso é que temos pessoas que iniciaram em 1993 e estão frequentando aqui até hoje. Inclusive, uma delas tem 92 anos”, destaca Nilva.

Já a secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Vanessa Soriano, ressaltou o apoio de parceiros para que a história do Centro pudesse ser contada em livro e, consequentemente, trazido a público este legado na vida da população idosa.

"Agradeço a parceria junto ao Departamento de Gerontologia da UFSCar e a supervisora Nilva pela iniciativa. O livro conta a história de pessoas que por aqui passaram, orgulharam-se do que viveram e deixaram sua história. Com o aumento da população idosa, e a pedido do prefeito Airton Garcia, estamos cada vez mais investindo nos nossos serviços a esta população”, comenta Vanessa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp