11/07/2019 às 13h38min - Atualizada em 11/07/2019 às 13h38min

Prefeito diz que denúncia contra chefe precisa ser melhor apurada e tenta amenizar polêmica

Airton também falou que ele não irá se meter em “briguinhas de funcionários e se ficar correndo atrás disso não trabalha” Racismo e Assédio

O prefeito Airton Garcia em entrevista à Radio São Carlos na manhã desta quinta-feira (11), que a denúncia de racismo e assédio moral, registrado em boletim de ocorrência, contra a chefe de gabinete da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Carla Campos, precisa ser melhor apurada.

O prefeito chegou a insinuar que o “negócio era furado e que não teria ocorrido nada”. A denúncia foi feita por uma servidora de carreira e outra funcionária terceirizada na Delegacia de Defesa da Mulher e foi acompanhada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de São Carlos (SINDSPAM), Adail Alves de Toledo.

O sindicato inclusive já colocou à disposição da servidora e da funcionária, o seu Departamento Jurídico.   

Na entrevista que foi dada ao radialista Antônio Carlos Tucura, Airton deixou transparecer que estava defendendo a chefe que ocupa um cargo político no Governo.

Airton também falou que ele não irá se meter em “briguinhas de funcionários e se ficar correndo atrás disso não trabalha”. “Prefiro não gastar muito tempo com isso não”, completou o prefeito.

Ao ser interpelado pelo apresentador do programa, Airton disse que iria verificar com calma o ocorrido.

Notícia Relacionadas: Chefe de Secretaria é acusada de racismo por servidora pública

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp