30/05/2017 às 17h38min - Atualizada em 30/05/2017 às 17h38min

“Título merecido”, destaca zagueiro campeão pela Quem Procura Acha

Com retrospecto de sete vitórias e um empate, a agremiação deixou para trás o dramático vice-campeonato de 2016 Copa Evangélica

Gustavo Curvelo

Campeã da Copa Evangélica de futebol de campo, a Quem Procura Acha demonstrou que o título foi consequência do aperfeiçoamento de um trabalho. Com retrospecto de sete vitórias e um empate, a agremiação deixou para trás o dramático vice-campeonato de 2016, quando perdeu para a Nazareno na decisão, por 2 a 0, para subir ao lugar mais alto do pódio pela primeira vez ainda no início da temporada.

Remanescente da competição anterior, o zagueiro Dilsinho foi peça-chave no planejamento do treinador Zinho Almeida, visto que, durante todo o torneio, a equipe não sofreu mais que dois gols em uma única partida.

Segundo o defensor, pequenos detalhes e a formação do conjunto foram cruciais para alcançar a conquista do campeonato. “Mudamos algumas peças em relação ao ano passado, mas também o posicionamento e a maturidade do time. Aprimoramos alguns fundamentos e viemos para vencer. Graças a Deus deu tudo certo”, relata Dilsinho.

A grande final, na vitória contra a Madureira Cidade Aracy, por 2 a 1, foi um capítulo à parte. Afinal, para o jogador, foi necessário retomar o cenário de 2016 para não repetir os erros e, assim, poder traçar melhor o caminho do título.

“Acho que no ano passado entramos com a cabeça um tanto baixa no último jogo, e em uma final não podemos errar nada. Como erramos, fomos penalizados com dois gols no segundo tempo e ficamos em segundo lugar, mas pudemos dar a volta por cima e agora comemoramos a nossa conquista”, avalia.

Consequente ao retrospecto, superior aos 91% de aproveitamento, Dilsinho, que foi titular em todos os jogos de sua equipe, acredita que a conquista do primeiro lugar foi justa, ainda mais se levado em conta o desempenho coletivo durante as partidas.

 

“Com todo o respeito aos demais participantes, o título foi merecido. Nós fizemos um campeonato muito bom, convencemos nos jogos, e sempre tivemos como diferencial a conversa entre os atletas, a força da comissão técnica e do elenco”, completa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp