22/06/2016 às 12h18min - Atualizada em 22/06/2016 às 12h18min

Poianas obtém Habeas Corpus para permanecer calado na CPI

Escândalo Comissão Parlamentar de Inquérito dos cheques, investiga a suposta agiotagem com dinheiro público

O secretário municipal afastado da Fazenda de São Carlos, José Roberto Poianas, conseguiu na Justiça um habeas corpus para não ser obrigado a responder as perguntas dos vereadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos cheques, que investiga a suposta agiotagem com dinheiro público.

A CPI dos Cheques estará se reunindo nesta quarta-feira às 14h30, Poianas foi o primeiro a ser convocado para prestar declarações, porém agora com o habeas corpus ele deverá ficar calado e não responderá  a nenhuma questão.

O documento assinado pelo Juiz de Direito Carlos Eduardo Montes Netto, que Poianas tem fundado receio de que será no ouvido na CPI na condição de acusado, “afigurando-se razoável a ilação no sentido de que possa vir considerado autor ou participe de eventual infração penal”.

O habeas corpus preventivo foi impetrado na Justiça pelo advogado Agusto Fauvel de Moraes.

Prefeito - O presidente da CPI, vereador Roselei Françoso (Rede) confirmou que vai sugerir aos vereadores Ronaldo Lopes (PT), Eduardo Brinquedos (PSC), Maurício Ortega (PSDB) e Dé Alvim (SD), que o prefeito Paulo Altomani (PSDB) seja convidado a prestar depoimento.

Na última sexta-feira, 17, o Ministério Público (MP) confirmou a instauração de um inquérito civil para apurar os desvios. O caso está sob os cuidados do promotor Sérgio Martin Piovesan de Oliveira. Ele afirmou que os inquéritos da Câmara, da Polícia Civil e do MP vão caminhar em sintonia, inclusive com o compartilhamento de provas.

                                  


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp