18/06/2016 às 11h47min - Atualizada em 18/06/2016 às 11h47min

Vereador denuncia que Prefeitura mandou "enterrar" lâmpadas no cemitério

Absurdo Parlamentar informou que a Prefeitura enterrou e depois desenterrou lâmpadas no local

Divulgação/Assessoria do vereador

O vereador Ronaldo Lopes (PT), denunciou em sua página pessoal no Facebook, que a Prefeitura Municipal de São Carlos, praticou um crime ambiental dentro do cemitério municipal Nossa Senhora do Carmo.

Lâmpadas fluorescentes inutilizadas, foram enterradas no local, próximo de onde estavam armazenadas irregularmente, isto é, no prédio do antigo IML que fica em anexo ao cemitério.

O vereador em maio deste ano, já havia protocolado no Ministério Público (MP), denúncia sobre o descarte irregular de lâmpadas, feito pela Prefeitura Municipal.

“Por mais abominável que seja, a Prefeitura deixava as lâmpadas em local aberto, no meio da cidade, deixando o mercúrio das lâmpadas descartadas em contato direto com o solo, de forma a propiciar contaminações”, escreveu o parlamentar.

Porém antes mesmo que o Ministério Público pudesse investigar o caso, o Prefeito Municipal concedeu uma entrevista ao apresentador Carlinhos Lima, na rádio Clube AM, em que disse que já havia regularizado a situação das lâmpadas e que esse não era mais um problema a ser resolvido.

“Porém, o que era apenas um armazenamento irregular, caracterizou-se num crime ambiental. Ao invés de contratar uma empresa especializada para realizar o descarte das lâmpadas, sem prejudicar o meio ambiente, o Prefeito Municipal mandou que as enterrassem dentro do Cemitério Nossa Senhora do Carmo, ao lado do antigo prédio do Instituto Médico Legal (IML)”, disse o vereador.

Ao ficar sabendo que as lâmpadas haviam sido enterradas Lopes acionou o Ministério Público para que o mesmo pudesse verificar com urgência se o fato procedia ou não. Porém, na tarde da quinta-feira (16), a Prefeitura retirou as lâmpadas enterradas e transportou todo o material para um terreno dentro da Garagem Municipal. “Ou seja, além da Prefeitura cometer um crime ambiental, tentou obstruir as provas”, alertou o vereador.

Na sexta-feira o vereador acionou a Polícia Militar, além da Polícia Científica e da Promotoria Pública para que fossem colhidas provas nos locais do crime e um boletim de ocorrência foi feito. “A emenda ficou pior que o soneto. Foram somados, ao menos, três crimes ambientais, que serão comprovados e certificados com os laudos e pareceres dos responsáveis pela investigação, já que a perícia encontrou na Garagem Municipal os mesmos materiais colhidos dentro do Cemitério Nossa Senhora do Carmo – lâmpadas e plástico”, conclui Ronaldo Lopes.

{igallery id=8871|cid=68|pid=1|type=category|children=0|addlinks=0|tags=|limit=0} 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp