16/12/2015 às 16h18min - Atualizada em 16/12/2015 às 16h18min

Melhor goleiro da Copa Futsal, Lucão Ibelli comemora reabilitação da Restaurando Vidas

Gustavo Curvelo

Nos torneios da Copa Evangélica, o ano não foi fácil para a Restaurando Vidas. Totalizando três treinadores no decorrer de 2015 e alternando entre momentos positivos e negativos, a equipe começou a temporada com eliminação ainda na primeira fase no futebol de campo. Depois, ficou com o quarto lugar no campeonato society e, por fim, a consagração veio com o segundo posto na Copa Futsal.

Um dos únicos remanescentes após a reformulação do elenco, o goleiro Lucão Ibelli foi peça fundamental na escalada da equipe visando a reviravolta. Contestado nos primeiros meses, ele foi um dos que deram a volta por cima e, com sua experiência, liderou a equipe dentro das quatro linhas. Como não podia ser diferente, o camisa 1 celebra a reabilitação.

"Nosso ano começou um pouco conturbado, com a desclassificação precoce no futebol de campo e o desmanche de boa parte do time, onde perdemos peças fundamentais. Graças a Deus as coisas melhoraram depois. Chegaram jogadores importantes para nossa evolução e união, transformando a equipe numa verdadeira família. Não digo que foi totalmente perfeito porque não levamos o título no futsal, mas isso foi só um detalhe", ressalta Lucão.

Vice-campeão na quadra, ele acredita que a vitória na final diante da Nazareno A só não veio por conta de pequenos detalhes, mas mesmo assim fica satisfeito por tudo o que aconteceu. "A nossa campanha foi uma questão de mostrar para todos que nosso time seria outro em relação ao passado, tanto na parte técnica quanto no testemunho, e acredito que fizemos isso bem. Prova disso é que nosso time estava focado, unido e jogamos dignamente, chegando invicto na final e perdendo em um jogo que levou a melhor quem errou menos", disse.

Pessoalmente, Lucão também foi um dos que mais ganhou na Restaurando Vidas com a competição. Não bastasse a já citada reabilitação, o arqueiro garantiu o prêmio de melhor goleiro do torneio. Na visão dele, no entanto, o mérito é de todos.

"O sentimento foi de alegria, pois como havíamos perdido o título, o troféu de melhor goleiro aliviou não só a perda, mas ficou como um reconhecimento de que o trabalho da equipe como um todo foi bem feito. Digo isso porque, sem o pessoal de linha, certamente eu não teria ganho. Agradeço a todos eles", salienta.

Além disso, o goleiro traça os objetivos da próxima temporada. "Vamos seguir com o mesmo planejamento, ou seja, mantendo o foco e buscando o bicampeonato. Teremos um ano com boas competições, de bom nível técnico, e para podermos competir entre os melhores pretendemos reforçar ainda mais o elenco", completa, adiantando que o time deve contar com três novidades.

Em 2016, a Restaurando Vidas tem como primeiro torneio a Copa Evangélica de futebol de campo. Para poder apagar definitivamente da memória a última edição, a equipe pode, assim como as demais participantes, unir-se com outras duas igrejas a fim de formar um único time, com até dois frutos fiéis. A data de abertura está inicialmente programada para o dia 23 de janeiro, com local a ser definido.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp