08/10/2015 às 17h19min - Atualizada em 08/10/2015 às 17h19min

Lobbe parabeniza postura do TCU na reprovação das contas de Dilma

Antonio Augusto/Câmara dos Deputados

O deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP) parabenizou na manhã desta quinta-feira (8), o Tribunal de Contas da União (TCU), pela isenção no trabalho de apreciação e reprovação das 'pedaladas fiscais' no exercício 2014, da presidente petista Dilma Rousseff.

"Ontem [quarta-feira, 7], mesmo diante de toda a intimidação do Governo Federal, querendo amordaçar o Tribunal como já tentaram fazer com a imprensa, os ministros não cederam e fizeram valer, por unanimidade, o execelente relatório de Augusto Nardes", disse o deputado.

O plenário do TCU aprovou o relatório, devido a irregularidades, como as chamadas "pedaladas fiscais". Os ministros entenderam que as contas não estavam em condições de serem aprovadas.

As irregularidades apontadas pelo TCU somam R$ 106 bilhões, sendo R$ 40 bilhões referentes às chamadas "pedaladas fiscais".

Esta é a segunda vez na história que o TCU recomenda ao Congresso a rejeição das contas de um presidente da República. A primeira foi em 1937, durante o governo Getúlio Vargas. "Por isso, a vitória dos brasileiros, a vitória da população, e as contas da presidente Dilma foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União", disse o deputado.

Lobbe finalizou ressaltando que a Câmara dos Deputados deve cumprimentar o TCU, que não teve medo, não se acovardou e julgou as contas como sempre julga a de prefeitos, governadores e secretários de Estado. "A conta é para ser julgada e fiscalizada. Como cometeram erros, rejeitaram as contas. E cabe a esta Casa ser altiva, firme, forte, para manter a rejeição do Tribunal de Contas e encaminhar o impeachment da presidente", finalizou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp