31/03/2015 às 23h12min - Atualizada em 31/03/2015 às 23h12min

R$ 660 por mês tira São Carlos da rota do Caminho da Fé

A cidade de São Carlos, está fora do roteiro Caminho da Fé, foi o que informou o ciclista são-carlense Mateus Manzini. Ele postou nas redes sociais o ciclista que em contato mantido com a coordenação do Caminho da Fé em Águas da Prata, para saber o motivo que estaria tirando São Carlos deste roteiro turístico. A resposta enviada pelos organizadores.

Consta que São Carlos enviou um ofício pedindo sua retirada do Caminho da Fé porque o município não tem R$ 660 para pagar a afiliação mensal ao roteiro. Na região, apenas Porto Ferreira está na rota. Manzini diz que algumas pessoas já movimentaram para tentar reverter o quadro e que uma reunião da coordenação do Caminho da Fé vai ocorrer essa semana. São Carlos está no Caminho da Fé desde 2008.

Na sessão da Câmara desta terça-feira, o vereador do PT, Lineu Navarro, informou que destinará um ofício para a Prefeitura de São Carlos dispondo de R$ 7 mil via emendas parlamentares para que a cidade não seja excluída do roteiro turístico do Caminho da Fé

História - O Caminho da Fé é um trajeto de peregrinação brasileiro inspirado no Caminho de Santiago de Compostela (Espanha).

Inicialmente feito por alguns peregrinos em direção ao Santuário de Aparecida, em uma rota alternativa a outras, predominantemente, pavimentadas, a rota foi oficializada, em 2005.

O Caminho da Fé é uma rota sinalizada por setas amarelas e composto por trechos de estradas de terra, asfalto, trilhas dentro de fazendas e trilhos de trem compondo um percurso de cerca de 400 km, incluindo municípios do estado de São Paulo (onde termina na cidade Aparecida, na Basílica local, que constitui o templo de maior visitação pelos católicos brasileiros) e também do Estado de Minas Gerais.

Os principais objetivos do caminho são possibilitar, simultaneamente, momentos de reflexão e de fé, saúde física e psicológica através do exercício da caminhada, ou seja, a integração do homem com a natureza e com a religião.

A infra-estrutura é composta por pousadas e hotéis de categorias diversas (em regiões urbanas ou rurais).

Demora-se, em média, de 12 a 15 dias para finalizá-lo a pé. Alternativamente, há pessoas que o fazem com bicicletas.

No trajeto também há pessoas simples, que se dispõem, além de dar o conforto para o peregrino descansar, a contar suas experiências de vida e estórias características do povo do interior do Brasil.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp