26/04/2014 às 01h05min - Atualizada em 26/04/2014 às 01h05min

Laíde quer sinalização para evitar mortes de animais silvestres na SP-318

Pérsio Ronaldo dos Santos

A vereadora Laíde Simões (PMDB) protocolou nesta sexta-feira (25) na Câmara Municipal, uma moção de apelo à AUTOVIAS, concessionária responsável pela Rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior (SP-318), e à ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), para que seja providenciada a colocação de sinalização informativa da presença de animais silvestres no trecho da rodovia que será duplicado. A manifestação da vereadora atende um alerta feito pelo Parque Ecológico de São Carlos sobre mortes de animais nessa rodovia.

Para Laíde, ações de preservação da fauna são necessárias tendo em vista o crescente o número de atropelamento de animais silvestres nas rodovias que atravessam o município de São Carlos. Muitos dos animais estão em risco de extinção, como o lobo-guará presente nas matas de cerrado. No último dia 14, um animal dessa espécie foi morto na pista, nas proximidades do acesso à área norte da UFSCar.

Segundo a vereadora, com a perspectiva do início das obras de duplicação da SP-318 este é o momento de se tomar providências para garantir a segurança tanto dos animais como dos motoristas que transitam pelo local. "O trecho registra grande incidência de mortes de animais de fauna em atropelamentos e, por isso, pleiteia-se a implantação de placas informativas de presença desses animais a fim de evitar acidentes", justifica.

Além da implantação de placas informativas, a vereadora alerta para a necessidade de implantação de outras medidas que possam ser viáveis, tais como a construção de passagens de fauna e proteção com telas.

NA RODOVIA ABEL TERRUGI – Em julho de 2012, ainda na administração petista, a vereadora Laíde Simões encaminhou indicação à Prefeitura sugerindo a implantação de redutor de velocidade e de sinalização de passagem de animais silvestres na altura do km 9,5 da rodovia municipal Abel Terrugi,que liga os distritos de Água Vermelha e Santa Euxdóxia. Sem atendimento, o pedido foi ratificado em requerimento apresentado em abril de 2013, já na atual administração, e obteve resposta negativa da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito.

A vereadora tem reiterado tais solicitações, pois os animais que atravessam as rodovias costumam utilizar a mesma rota de passagem. Além disso, o tráfego de veículos em alta velocidade representa riscos de atropelamentos de animais silvestres. "A sinalização adequada e a redução da velocidade farão muita diferença entre a vida e a morte destes animais e pouca diferença para os motoristas, nossa cidade será muito respeitada por esta atitude inédita e pioneira", defende Laíde.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp