25/11/2013 às 13h03min - Atualizada em 25/11/2013 às 13h03min

Candidatos reclamam de concurso público da Prefeitura Municipal

Alguns educadores que prestaram o concurso público para professor temporário da Prefeitura Municipal de São Carlos que ocorreu no domingo (24), fizeram várias reclamações, entre elas de que nas provas continham erros ortográficos, além de questões iguais e outros até alegaram que as provas não foram fornecidas.

Um depoimento publicado na Facebook do professor Renato Mendes chamou a atenção. "Como surdo e usuário da Libras (Língua Brasileira de Sinais), pelo decreto 5626/05 e lei 10436/02, Lei 10098/00, e diversas outras Leis de acessibilidade, tenho vários direitos garantidos, um desses direitos, é a prova da Língua Portuguesa com segunda língua, ou seja L2, pois minha língua oficial é a Libras com L1, chamei através do intérprete a coordenadora da prova, explicando a situação, ela me pediu que tentasse fazer a prova, pois ela nada poderia fazer, apenas obedecia ordens superiores", disse ele em seu depoimento.

Mendes também disse que durante a prova, mesmo com dificuldades, encontrou diversos erros de digitação, com respostas repetidas, perguntas incompletas, respostas incompletas. Ele disse que a prova era muito confusa.

Ele aproveitou para cobrar os vereadores da Câmara Municipal: "Essa resposta é com vocês amigos e amigas professores (as) já formados que participaram desse processo, e também com vocês vereadores: Penha, Ronaldo Lopes, Roselei, Eduardo Brinquedo, Ditinho Matheus, Lineu Navarro, Marquinho Amaral, Dé, e diversos outros, e,  principalmente a secretaria de Educação de São Carlos e Prefeitura Municipal", citou.

O professor foi além: "Algum promotor Público da cidade de São Carlos se habilita a cancelar esse processo?"

Pelo menos 14 candidatos que participaram do concurso da Prefeitura de São Carlos foram até o Plantão Policial para registrar boletim de ocorrência contra a empresa que realizou o concurso para a administração municipal.

O delegado pediu que um boletim eletrônico sobre o caso fosse registrado na internet. Os candidatos prometem ir à justiça contra a validade do concurso.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp