04/09/2013 às 17h05min - Atualizada em 04/09/2013 às 17h05min

Prontuários médicos e documentos da Secretaria da Saúde são encontrados jogados e queimados

Documentos foram descartados no Ecoponto do Jardim Beatriz que foi atingido por um incêndio no domingo

Uma denúncia passada para o portal SCDN resultou no encontro de muitos documentos pertencentes à Secretaria Municipal da Saúde de São Carlos e prontuários de pacientes do sistema público de saúde.

Todo o material estava armazenado e queimado no Ecoponto localizado no cruzamento das ruas Irineu Rios com Joaquim Gonçalves Ledo no Jardim Beatriz.

Este Ecoponto pegou fogo na noite do domingo de forma misteriosa, o incêndio atingiu exatamente a área onde as caixas com os documentos e prontuários estavam armazenados de forma irregular.

A reportagem do SCDN encontrou na rua em frente ao Ecoponto, diversos documentos, alguns deles datados de junho deste ano. Entre os documentos há relatórios de atendimento nas unidades de saúde, exames de sangue de pacientes das Unidades Básicas de Saúde da cidade, requisição de serviços de diagnósticos e terapia, também com data de junho deste ano, fichas de registro diário dos atendimentos de gestantes no sisprenatal que é um programa do Governo Federal entre outros.

Após a constatação do descarte irregular e a divulgação do fato, membros do alto escalação da Prefeitura e das Secretarias de Saúde e de Ciência e Tecnologia, foram para o local, tentar entender o que estava acontecendo.

A suspeita é que o material descartado e queimado tenha sido retirado na semana passada do Centro de Especialidades Odontológicos ou do Centro de Especialidades.

Já um cooperado que toma conta do Ecoponto, disse que as caixas foram descartas em um sábado a tarde com o local já fechado há cerca de um mês, o descarte teria sido realizado por um caminhão da Prefeitura Municipal.

Ninguém da Secretaria de Saúde se manifestou sobre o ocorrido, o material que não estava queimado foi recolhido e encaminhado para a sede da Guarda Municipal. A Prefeitura informou que iria elaborar um registro de ocorrência pela GM, registro de boletim de ocorrência na Polícia Civil e abrir uma sindicância para saber, como, quando e quem autorizou o descarte desses documentos em uma área sem nenhum tipo de segurança.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp