01/09/2013 às 00h49min - Atualizada em 01/09/2013 às 00h49min

Estudantes da USP divulgam versão sobre tiros em alojamento

Os estudantes da Universidade de São Paulo, que estão envolvidos como vítimas no caso dos tiros disparados no alojamento da USP na última quinta-feira (28) divulgaram uma nota apresentando a versão deles sobre os fatos

Clique aqui e veja o documento

Eles relataram que não tem envolvimento no caso de suposta violência sexual da qual o autor dos disparos teria sido vítima. "Não participamos do trote no qual o atirador alega ter sofrido estupro. Nós moramos no mesmo lugar, e conhecemos os alunos que foram acusados, mas não participamos e nem demos trote no reclamante", alegam.

De acordo com o depoimento das vítimas os tiros foram disparados contra as pessoas que estavam no alojamento. " Não houve tiro algum para o alto, e todos os tiros atingiram anteparos na altura de aproximadamente 1,70m para baixo. No total foram cinco disparos, ou seja, o atirador descarregou a arma, que era um revólver. Nas mídias foi divulgado que houve apenas três disparos, mas esta informação é baseada apenas nos projéteis que o perito conseguiu recuperar", relatam.

"Vale ressaltar que os últimos tiros foram direcionados à lavanderia, de fora para dentro do alojamento,  onde 3 moradores se refugiaram", continua a carta. Segundo os estudantes, não houve reação agressiva dos estudantes para com o atirador. "A entrada do atirador no recinto foi extremamente rápida, de maneira  que surpreendeu a todos os presentes. Imediatamente após entrar o atirador agrediu um dos estudantes com uma coronhada na nuca, e como estava com o dedo no gatilho a arma disparou pela primeira vez. O fato supracitado ocorreu num intervalo de tempo de dois ou três segundos, e em seguida todos os presentes correram buscando evadir o recinto".

"Às 19h30 de quinta-feira, quatro estudantes estavam na sala do Bloco E do alojamento da USP - São Carlos, assistindo TV, sendo que o morador mais próximo a porta estava debruçado sobre o encosto do sofá, de costaspara a porta. Nesse momento, outro morador entrou no alojamento e cumprimentou os demais moradores que estavam na sala. Antes que a porta se fechasse, o ex-aluno entrou na sala, vestido com um moletom de cor clara e com a touca deste moletom na cabeça, com a arma em punho e disse a seguinte frase: Vocês acham que é brincadeira?! A princípio, nenhum dos moradores o reconheceu e não houve reação alguma por parte dos mesmos, inclusive do estudante que sofreu a agressão, até por que tudo ocorreu muito rápido", afirmam.

"Em seguida o ex-aluno desferiu uma coronhada na nuca do morador que estava debruçado no sofá ocasionando o disparo da arma. No momento que a arma disparou pela primeira vez, o que ocorreu simultaneamente com a coronhada, todos se deram conta que Alexandre estava armado e da situação em que estavam"

"A primeira reação de todos foi correr. Dois moradores correram em direção aos banheiros e os outros 3 moradores correram em direção à lavanderia. O primeiro morador que chegou na lavanderia se posicionou agachado entre a bancada (que divide cozinha / lavanderia) e a parede que divide sala. Logo nesse momento ouviu mais dois disparos. O segundo disparo acertou o chão logo atrás do sofá onde estava encostado o primeiro morador, que levou a coronhada; e o terceiro disparo acertou a parede próxima à porta que dá acesso à lavanderia, por onde passaram os moradores em fuga", afirmam os estudantes.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp