25/04/2013 às 18h26min - Atualizada em 25/04/2013 às 18h26min

Pais de alunos pedem permanência de diretora na EMEB Moruzzi

As mudanças anunciadas em quase todas as unidades de ensino da rede municipal de São Carlos, deflagraram uma onda de protestos contra a Secretaria Municipal de Educação e Prefeitura Municipal de São Carlos.

Pais de alunos e membros do Conselho de Escola da EMEB Antônio Stella Moruzzi no Jardim Tangará, se sentindo desprezados pela Administração, realizaram na noite da quarta-feira (24), uma reunião extraordinária para tentar evitar a mudança da atual diretora da escola Flávia Francisco do Nascimento Belo.

Dezenas de pais de alunos, funcionários e professores da escola participaram do encontro e discutiram formas de evitar a mudança. O presidente do Conselho de Escola, Adriano César Ianuci, disse em entrevista ao portal SCDN, que a comunidade escolar não aceita a mudança da forma que ela vem sendo realizada.

Adriano disse que em nenhum momento a Secretária de Educação pediu informações ou foi pessoalmente até a escola conhecer o trabalho que é realizado a vários anos. Outra preocupação dos pais e integrantes do conselho é que a nova diretora a ser nomeada não pertence ao quadro de professores da escola.

Todos os pais de alunos da escola Moruzzi que estiveram participando da reunião, decidiram apoiar as decisões do conselho. É importante destacar que o Conselho de Escola tem direito garantindo pelo Decreto Municipal 118 de Março de 2012 de participar e de opinar sobre as decisões que são tomadas nas gestões administrativas, pedagógicas e financeiras da unidade escolar.

Ao final da reunião foi elaborado um ofício a ser encaminhado ao prefeito Paulo Altomani, ao secretário da Educação Carlos Alberto Andreucci, aos vereadores da Comissão de Educação da Câmara Municipal, contendo assinatura dos pais de alunos, para sensibilizar a Administração a recuar da decisão já tomada.

Adriano disse que se não houver entendimento de maneira amigável, o Conselho partira para a Justiça acionando o Ministério Público. "Não podemos aceitar calado mudanças como essas em nossa escola, estamos defendendo os interesses dos nossos filhos, não temos nada a ver com essas questões políticas", finalizou Adriano.

A reportagem obteve informações que conselhos escolares de outras unidades de ensino, como no bairro Santa Felícia e Santa Maria II, já estão se mobilizando no sentido de evitar as mudanças propostas pela Administração.

Matéria relacionada: Prefeitura irá exonerar 50 diretoras das escolas municipais


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp