25/04/2013 às 14h25min - Atualizada em 25/04/2013 às 14h25min

Depois de suposto abuso, estudante vai deixar a USP

O estudante de 22 anos, que teria sido vítima de abuso sexual cometido por colegas da USP na madrugada do dia 4 de março, decidiu deixar a universidade por temer discriminação dos demais colegas.

"Era o meu sonho e me sinto bastante prejudicado. Não sei mais o que fazer da vida, me sinto muito deprimido. Cheguei aqui em 2011, fiz cursinho, tentei por dois anos e só agora consegui. Queria muito esse curso na USP, mas vi que tomei a decisão errada",  afirmou o estudante em entrevista ao G1.

Na quarta-feira (24) houve uma audiência no Fórum Criminal para depoimentos dos envolvidos no caso. O juiz sugeriu uma conciliação e retração, entretanto o estudante não sabe se vai aceitar.

A USP de São Carlos abriu sindicância sobre o caso em 18 de março e não tem prazo para conclusão.

Ao site, o estudante afirmou que os estudantes o cercaram e mencionavam a intenção do abuso. "Eu falava para não encostarem, mas três deles começaram a se esfregar em mim e chegaram a abaixar as calças. Um deles também abaixou a cueca. Eles pareciam ter prazer", disse o estudante ao portal da Globo.

"Falaram que era para eu descontar em outra pessoa, porque eles também tinham passado por aquilo, que também já tinham levado trote. Falaram que no ano que vem eu poderia fazer isso, mas por enquanto eu era 'bixo'", disse o estudante ao procurar os colegas, na semana seguinte, para saber os motivos que levaram a tomar tal atitude.

O delegado Aldo del Santo, do 3º DP, explica que o caso foi tratado como injúria, já que não houve a consumação do abuso.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp