19/03/2013 às 12h01min - Atualizada em 19/03/2013 às 12h01min

"Tratamento de esgoto de São Carlos é uma gambiarra", diz presidente do SAAE

Autarquia da Prefeitura tem uma dívida de R$ 6 milhões

O presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Sérgio Pepino, expôs a real situação da autarquia da Prefeitura de São Carlos durante audiência pública que aconteceu no final da tarde de segunda-feira (18), na Câmara de São Carlos.

Pepino afirmou que o SAAE tem uma dívida de R$ 6 milhões. "No orçamento, temos a previsão de investimentos em 2013 de R$ 6 milhões, ou seja, o valor do nosso orçamento é o valor da nossa dívida", explicou.

O presidente da autarquia disse que assumiu a administração do SAAE com 400 vazamentos de água e um desperdício de 50% de água tratada. Sobre a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), Pepino admitiu que a cidade trata 85% dos rejeitos, porém afirmou: "As ligações para o tratamento de esgoto são uma gambiarra".

Pepino explicou que, por um descuido do ex-administrador do SAAE, a cidade perdeu R$ 2,6 milhões do Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas (Prodes), prêmio concedido pela ANA (Agência Nacional de Águas). Pela construção da ETE, São Carlos ganhou um prêmio de R$ 21 milhões, que são pagos em parcelas. A de março, a autarquia perdeu, segundo Pepino, por relapso da gestão da autarquia.

O ex-presidente do SAAE, Eduardo Cotrim, que hoje é funcionário da Câmara, também participou da audiência e se mostrou, estranhamente, "surpreso" pelo fato de São Carlos perder essa parcela do prêmio. "Esse prêmio foi uma conquista minha durante gestão no SAAE. Estou surpreso com essa informação".


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp