23/11/2012 às 10h31min - Atualizada em 23/11/2012 às 10h31min

Morre o ex-prefeito de São Carlos Vadinho de Guzzi

Prefeito de São Carlos de janeiro de 1989 a dezembro de 1992, morreu na madrugada desta sexta-feira (23), na Santa Casa de São Carlos, Neurivaldo José de Guzzi, carinhosamente conhecido como Vadinho de Guzzi, de 74 anos.

Vítima de falência renal, Vadinho deixa a esposa, Terezinha, quatro filhos e seis netos. Ele estava internado na Santa Casa desde segunda-feira (19). O sepultamento acontece nesta sexta-feira (23), às 17h, no Cemitério Nossa Senhora do Carmo. O corpo será velado na Câmara Municipal. Vadinho também foi vereador de 1976 a 1982.

Vadinho de Guzzi foi eleito prefeito de São Carlos pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e, logo depois, ingressou no PRN (Partido da Reconstrução Nacional), do ex-presidente da República Fernando Collor de Mello. A troca de partido, sempre lembrou Vadinho, foi para beneficiar São Carlos com importantes verbas. Na gestão do ex-presidente da República, a cidade recebeu verbas para obras de saneamento básico, como água e esgoto.

O ex-prefeito foi o responsável pela criação de três conjuntos habitacionais, nos bairros Botafogo e Santa Felícia. Foi por meio de suas gestões junto à Cohab que São Carlos conquistou 1.900 casas.

Foi na gestão de Vadinho de Guzzi que o crescimento da cidade convergiu à Zona Oeste, com a obra no novo Sesc, na Comendador Alfredo Maffei e a vinda do Shopping Iguatemi para São Carlos.

Mesmo com o país vivendo uma crise financeira cruel, com a inflação em disparada, Vadinho de Guzzi conquistou cinco escolas e cinco postos de saúde, hoje conhecidos como Unidades Básicas de Saúde, durante o seu governo.

Foi na administração do ex-prefeito Vadinho de Guzzi que o estádio do Luisão recebeu grandes reformas. As cabines de imprensa foram reformuladas pelo ex-prefeito e, hoje, caem aos pedaços pela falta de manutenção.

Em 1982, Vadinho recebeu 5 mil votos a mais que Dagnone de Melo, mas não foi o vitorioso. Na soma da votação de legenda, como estabelecia as regras eleitorais da época, Guzzi perdeu para Melo. Também concorreram à prefeitura naquele período Jamir Leôncio Schiavone e Antônio Cabeça Filho, os dois já falecidos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp