06/11/2012 às 19h54min - Atualizada em 06/11/2012 às 19h54min

Empresário é vítima de racismo no Centro

Ele foi ofendido pelo motorista de um Fiat Línea, quando deixava um bar no centro que disse: “sai da frente macaco”.

Foto cedida por amigo da vítima

Mais um caso de racismo foi registrado pela Polícia Civil de São Carlos. O segundo caso em menos de um mês. Desta vez a vítima foi o empresário são-carlense Roberto Lino Gomes de 56 anos.

A reportagem do SCDN apurou com exclusividade que ele foi ofendido pelo motorista de um Fiat Línea, quando deixava um bar no centro da cidade. Esse motorista disse ao empresário que estava na calçada, "sai da frente macaco".

O fato aconteceu por volta das 22h30 do último domingo. Roberto deixava um bar localizado na rua Visconde de Inhaúma e quando estava na calçada indo em direção ao seu veículo, foi surpreendido pelo ocupante do Fiat Línea, 2010, preto, placas anotadas e passadas para a polícia.

Sem motivo algum o motorista acabou proferindo a frase preconceituosa contra Roberto. Além do motorista havia outras pessoas no carro. Roberto percebeu que o veículo parou ao lado de uma chopperia localizada a poucos metros de onde ocorreu o fato.

Em companhia de amigos ele foi até o carro, porém não encontrou o condutor. O caso ganhou repercussão na página do facebook já que a placa do carro foi divulgada pelos amigos do empresário.

A reportagem do SCDN manteve contato por telefone com o empresário, ele disse ficou bem chateado com o fato ocorrido e que não iria medir esforços para que a Justiça fosse feita nesse ato de racismo.

O SCDN apurou que polícia já identificou o dono do carro e que o mesmo deverá ser intimado pelos policiais do 3º Distrito Policial do Centro nos próximos dias para prestar esclarecimentos.

Este foi o segundo caso de racismo em menos de um mês em São Carlos. No último dia 16 de outubro um frentista de 32 anos foi ofendido pela condutora de um Citroën C4 Pallas, preto, placas de São Carlos, após um acidente de trânsito sem vítimas na avenida São Carlos em frente a Catedral.

Na ocasião a mulher desceu do seu carro dizendo ao frentista: "Só podia ser um pobre e preto mesmo". O caso vem sendo apurado pela Polícia Civil.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp