25/10/2012 às 10h41min - Atualizada em 25/10/2012 às 10h41min

Máfia das Multas: Promotor enxerga informações contraditórias e continua investigações

O promotor Luiz Carlos Santos Oliveira continua as investigações sobre o escândalo das multas em São Carlos. Após as denúncias do vereador Marquinho Amaral (PSDB), o Ministério Público começou a investigar o caso em fevereiro.

A denúncia do vereador resultou na saída do secretário de Trânsito, Nilson Carneiro. O esquema denunciado pelo vereador consistia no cancelamento de multas de alguns cidadãos, a pedido do secretário. Uma funcionária identificada como Roseli era a responsável por retirar as multas do sistema de processamento.

Em entrevista à rádio Intersom, Oliveira afirmou que no último dia 15 de outubro solicitou novas informações à Prefeitura. Segundo ele, existem informações contraditórias passadas pelo município à empresa DCT, responsável pelo processamento de multas. As contradições incluem também informações repassadas à Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

Oliveira evitou apontar culpados. Ele disse esperar novos elementos para continuar as investigações. À emissora, o vereador Marquinho Amaral (PSDB) parabenizou o trabalho do promotor. “Muitas pessoas nos cobravam sobre o andamento das investigações e isso demonstra que o promotor está empenhado em apurar o caso”, disse. Em nota à emissora, a Prefeitura de São Carlos informou que continua colaborando com o Ministério Público no andamento das investigações.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp