15/10/2012 às 12h14min - Atualizada em 15/10/2012 às 12h14min

Reportagem do Fantástico aponta que morte do PM Santi foi cometida por facção criminosa

Reportagem do Fantástico, da Rede Globo, exibida no domingo (14), desmontou a tese do comando da Polícia Militar de São Carlos, que tentou desvincular a morte do policial militar Marco Aurélio de Santi, de 43 anos, das ações cometidas pelo Primeiro Comando da Capital.

A morte de Santi aconteceu no dia 14 de setembro deste ano. No mesmo dia, o major Paulo Wilhelm de Carvalho, que foi transferido dias depois para o 23º Batalhão da Polícia Militar, afirmou: "Pode ter sido um assalto, não sabemos. Precisamos aguardar as investigações", afirmou.

A reportagem do jornalístico mostrou conversas grampeadas em que criminosos ordenavam a execução de policiais militares. "Se eles 'pegar' um de nós, na covardia, cai dois deles", diz um dos trechos das escutas reveladas pela reportagem.

Segundo a reportagem, policiais federais e civis e promotores escutaram mais de 100 horas de gravações não têm duvida. De acordo com as investigações, em 13 de setembro, um criminoso da região de Araraquara avisou que a morte de um PM estava próxima. "O pessoal falou que entre hoje e amanhã, vai alugar". O termo "alugar" quer dizer matar um policial na linguagem dos bandidos.

Marco Aurélio de Santi, 43 anos, foi morto no dia 14 de setembro e o sargento Adriano Simões da Silva foi executado no dia seguinte, em Araraquara. "A casa foi alugada mesmo?", pergunta um dos bandidos. "Foi, foi", responde o comparsa. A secretaria de Segurança Pública não se pronunciou à reportagem.

Neste ano ocorreram 84 mortes de PMs. Do total, 67 PMs eram da ativa e 17 da reserva.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://saocarlosdiaenoite.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp