NESTA TERÇA-FEIRA (29/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

Não é de hoje que os moradores de São Carlos reclamam dos serviços prestados pelo SAAE, o nosso Serviço Autônomo de Água e Esgoto. São casos de vazamentos, desabastecimento (esse final de semana a coisa foi feia, quase duas dezenas de bairros sem água), demora na realização de reparos, cortes nas ruas recém recapeadas e por aí vai. Compreendemos que a população sofre bastante, mas também achamos um certo exagero em algumas dessas reclamações. Mas o que não dá para aceitar desta vez é o aumento excessivo verificado nas contas de água nos últimos dois meses.

Contas altíssimas

Primeiro foi a questão da falta de leitura presencial por conta da pandemia do Coronavírus a tal da cobrança pela média. Agora com a leitura presencial sendo retomada, os valores das contas duplicaram, triplicaram, quadriplicaram e por aí vai.

A grita é geral

É importante destacar que essa reclamação não está ocorrendo somente em São Carlos, a “grita é geral”. Esse colunista por exemplo, teve o valor de sua conta dobrada. Verificando as duas contas houve o consumo de apenas um metro cúbico a mais em relação ao mês anterior.

Seja mais claro

Agora o que não é possível aceitar é o presidente do SAAE Benedito Marquezin (com todo respeito), vir a público quando solicitado e dar como resposta que as contas altas ocorrem por causa do “consumo excessivo durante este período de isolamento ou vazamento de água nas residências”.  

Como pode?

Não, não dá para entender como uma pessoa que pagava R$ 40, 50, 60, ter de pagar agora três a quatro vezes mais. É muita discrepância Marquezin é preciso explicar isso melhor para que a população consiga ao menor ter uma noção do que está acontecendo.

Agendamento para novembro

Não adianta só o senhor dizer que quem se sentir prejudicado que procure o SAAE. Tá, procurar como se a pessoa pede um agendamento hoje e só vai começar a discutir o problema em novembro? Deixo de pagar a conta até lá? O SAAE vai ficar até novembro sem cortar o fornecimento desse usuário que agendou atendimento? E quem tem débito automático? Vai ter de solicitar nas agências (que estão lotadas) o não pagamento dessas contas?

Vocês erraram

Não SAAE, não é por aí. Houve um erro lá atrás em informar que as contas nos meses de pandemia seriam cobrador pela média. Ninguém orientou o consumidor no risco de suas contas sofrerem um aumento abusivo, como ocorre hoje.

Quem não comunica se trumbica

SAAE é preciso se comunicar melhor. Falta comunicação para a autarquia. Não falta cargos de chefia né? Dos poucos mais de 400 servidores, um quarto deles mandam em alguém. É muita gente mandando.

Quem não comunica se trumbica II

E olha que nem escrevemos aqui sobre o parcelamento da taxa COVID e os desabastecimento geral em dezenas de bairros da cidade.

Dormindo

E o nosso Ministério Público o que acha disso tudo? Será que esse pessoal não acompanha a mídia e ver que o povo está sofrendo por falta de informação? Será que esse pessoal só funciona ao ser provocado? Será que não tem nenhum promotor para abraçar essas causas que envolvem toda a coletividade?

Protesto

O vereador Leandro Guerreiro comprou essa briga das contas abusivas. Na segunda-feira ele chamou na chincha o presidente Marquezin. Já na sessão desta terça-feira ele montou no estacionamento e na entrada da Câmara Municipal o “varal da roubalheira”.

Protesto II

Ele pendurou cerca de 600 contas de água com valores abusivos que recebeu de usuários do SAAE de diversas regiões da cidade. A Câmara parecia até aquelas escolas em tempos de festas juninas.

Projeto de Lei

Os vereadores aprovaram ontem o projeto de lei de autoria do vereador Paraná Filho que dispõe sobre a reanálise das contas de água e esgoto durante período de pandemia junto ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Dois meses

O projeto dará ao SAAE dois meses para fazer a reanálise das contas de consumidores que se sentiram lesados. Segundo o vereador, durante este período o usuário continuará pagando o valor com base na média. Após o período de dois meses de reanálise da autarquia, o valor gerado poderá ser parcelado em até 18 meses, caso seja comprovado o consumo. “A lei vai já suspender neste momento pagamento dessas contas abusivas”, explicou o vereador Paraná.

Automático

O projeto também prevê que as reanálises sejam feitas automaticamente, quando o valor sobrado seja superior a três vezes a média apurada nos últimos meses anteriores à pandemia, isto é, o consumidor não precisará solicitar a reanálise para a autarquia.

Convenções

E nos últimos dias ocorreram diversas convenções partidárias na cidade. A mais “empolgante” pelo observado foi a do Partido Verde do senhor Walcinyr Bragatto. Tinham seis pessoas, mais o prefeito Airton Garcia e o candidato a vice, Edson Ferraz. Custou caro (politicamente) as decisões do passado tomadas por Bragatto. E olha que lá atrás ele tinha um timaço, já hoje...

Convenções II

Agora falando sério, as convenções mais badalas foram as dos candidatos Netto Donato e Julio Cesar. Cheio de “luzes, câmera e ação”...

11 ou 12?

Bom está fechado (será), teremos 11 candidatos à Prefeitura de São Carlos. São eles: Airton Garcia (PSL), Julio Cesar (PL), Leandro Amaral (Patriotas), Netto Donato (PSDB), Sérgio Ferrão (Republicanos), Erick Silva (PT), Deonir Tofollo (Solidariedade), Ronaldo Mota (PSOL), Marina Melo (PSD), Mestre Taroba (Avante) e Chico Lôco (PSB). É muita gente e pouca ideias não acham?

12

Pode surgir o 12º candidato ainda hoje. Antonio Sasso vem aí com chapa pura? Confirmação nas próximas horas.

Dingão

Queremos enviar, por meio dessa mensagem, as condolências a toda família do investigador de polícia aposentado Odair Aparecido Camargo o “Dingão” que faleceu na madrugada desta terça-feira em nossa cidade. “Professor”, bom retorno a pátria espiritual.

A bola é minha

O empresário Italinho Cardinali comunicou a sua desfiliação do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O empresário do ramo imobiliário não concordou com a decisão do presidente da legenda em São Carlos, Marcio Cinti de apoiar a reeleição do prefeito Airton Garcia (PSL).

A bola é minha II

“Não houve uma conversa democrática dentro da legenda, sendo que minha opinião nem foi levada em consideração”, lamentou Italinho em entrevista ao jornal Primeira Página, que também disse que irá apoiar Netto Donato. A impressão deixada nessa história toda é que Italinho deu uma de menino rico que quando tira o doce, pega a bola, faz biquinho, termina o jogo e vai embora.

Retrucada

O vereador Malabin do PTB, usou a tribuna ontem e falou a respeito do fim do casamento do seu partido com Italinho. O vereador disse que o empresário também tratou de inúmeras reuniões com o prefeito Airton Garcia, durante discussões do Plano Diretor e sequer ele ou alguém do partido foi convidado para as reuniões.

Ele voltou?

O marqueteiro Moisés Rocha, que já foi secretário de comunicação do governo Altomani, tem sido visto na cidade novamente. Ou será que ele nunca sumiu? Estaria ele pronto para entrar em ação novamente na campanha eleitoral deste ano? Eu acho que sim...

Audiência transporte

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito realizou ontem a primeira audiência pública necessária para o procedimento licitatório do transporte público coletivo. Bom e daí? Seria mais uma temporada desse seriado?

Até sexta-feira

É no domínio da mente que encontramos a chave da felicidade; quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta. Fale conosco: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Comentário(s) 

juvenal | 28 Setembro 2020
Cesar, aonde uma empresa privada cobra as coisas mais baratas, empresa privada visa lucro, é só você ver o preço da luz, Unimed, gás e outros
cesar | 17 Setembro 2020
Transporte público uma vergonha, incompetência total e se o Boné se reeleger será mais 4 anos da mesma empresa. Agora será cobrado pedágio dos moradores das chácaras após o pedágio, com a palavra o Boné e os edis. SAAE tem que privatizar, só com a economia dos cargos políticos as contas diminuirão.